07 maio 2015

11 micos fashion que sua mãe já te fez pagar

Muito tempo atrás, quando você não apitava nada dentro do seu próprio guarda-roupa, era sua mãe quem escolhia seus looks para todas as ocasiões. É bem verdade que ela acertou algumas vezes, mas basta abrir antigos álbuns de família para perceber que a matriarca já errou muito no seu figurino.

Em homenagem ao Dia das Mães que está chegando, o MMcM listou os maiores micos fashion que sua mamãezinha querida já te fez pagar (e continuou jurando que você era a criança mais bonita da festa):

1 - PAR DE VASOS

Se você tem irmã, mesmo que não seja gêmea, já passou por isso. Não sei de onde vinha essa necessidade de combinar as roupas e fazer as pobres crianças saírem uniformizadas pelas ruas.


Depois o sujeito cresce revoltado e ninguém sabe o motivo...

2 - FRIO POLAR

O maior medo de uma mãe é ver o filho pegar friagem. Pra não correr esse risco, elas geralmente ignoravam o fato de vivermos em um país tropical e nos encapotavam dos pés à cabeça, como se estivéssemos indo dar um rolê na Antártida. Ainda bem que criança não fica na asa, né...porque o suador com tantas camadas de roupa era grande.


Uma coisa precisa ser dita neste tópico: as mães têm conexão direta com os institutos de meteorologia. Mesmo depois de adulto, se ela sugerir que você leve um casaquinho porque vai esfriar ou um guarda-chuva porque o tempo "está virando", obedeça!

3 - FRANJA TORTA

Meu cabelo sempre cresceu que nem capim e minha mãe não tinha aqué nem tempo para me levar ao cabeleireiro toda vez que a franja começava a entrar no olho. Para resolver a parada, ela mesma passava a tesoura sem dó nem piedade, geralmente em um comprimento acima do desejável (para o corte durar mais).


Caminho de rato é o nome do corte.

4 - BOTINHA ORTOPÉDICA

Na teoria, corrigia a pisada e dava mais firmeza no andar da criança. Na prática, era capaz de destruir todo e qualquer look infantil.
Provavelmente sua mãe comprou essa coisa horrorosa e pesada com a melhor das intenções e por influência de um pediatra equivocado, mas hoje em dia os médicos aboliram o uso do calçado.


Será que sua "baixa resistência" a sapatos bonitos é um efeito colateral causado pelo trauma das botinhas?

5 - LAMBADA, A DANÇA PROIBIDA

No auge da careira do Beto Barbosa, ninguém escapou ilesa das saias de lambada, mesmo fora das apresentações de dança da escola. A peça chorando se foi para o guarda-roupa de todas as meninas dos anos 80/90.


É bem capaz que você mesma tenha pedido uma para a sua mãe porque era muito sucesso, então nada de deixá-la levar a culpa sozinha neste tópico.

6 - COTOVELEIRA E JOELHEIRA

Se sua mãe tinha anjinhos em casa, ela provavelmente costurou uns reforços na área dos joelhos e cotovelos dos uniformes escolares. Bonito não ficava, mas era uma precaução para as roupas não rasgarem antes do fim do ano letivo com as estripulias do recreio.


É feio, mas é útil! Principalmente se considerarmos que nessa época o Merthiolate ardia pra diabo.

7 - MAXI TIARAS

Pouca cabeça para muita tiara. Acho que a gente devia ficar uns 2 quilos mais pesada só com esse sutil acessório, que invariavelmente tinha um laço. Às vezes era um prendedor de cabelo "plus size" que fazia o efeito.


E a dor de cabeça que dava usar esse treco? As Kardashian compartilham esse drama com você. 

8 - MANGAS BUFANTES

Não sei se isso era uma unanimidade, mas a minha mãe com certeza bebia na mesma fonte da Kris Jenner e volta e meia escolhia peças com essas mangas discretas, que me deixavam com a envergadura de um jogador de futebol americano.


9 - ADULTIZAÇÃO

Geralmente essa pataquada era invenção da escola no Dia dos Pais ou coisa do tipo, mas sua mãe não apenas insistia para que você tirasse a foto, como mandava uns apetrechos para incrementar o figurino e ainda comprava cópias para presentear a família toda e mostrar como a prole estava crescida.


Eu ia ilustrar com uma foto maravilhosa da minha irmã vestida de "pai", mas optei por manter os dentes na boca.

10 - PULA BREJO

Você crescia, a calça ficava curta, mas sua mãe garantia que dava pra usar por mais um ano. Às vezes o estilo surgia porque estava chovendo na hora de sair e ela dava uma "dobradinha" na barra só para não arrastar no chão e sujar.


Nerso da Capitinga feelings.

11 - VESTIDO DE BOLO

Datas especiais pedem figurinos especiais. E para a maioria das mães de menina, isso significa um vestido bem volumoso, com direito a brilho, babado (até na meia), saia de tule, armação e o que mais houver de apropriado para deixar uma criança desconfortável, parecendo um bolo de vários andares.


Mesmo com essas produções de gosto duvidoso, a verdade é que a gente ama essas mulheres de paixão e vai continuar virando todos os chinelos do mundo por elas!


Meu nome é Bruna Barbosa e tenho 28 anos. Sou radialista por formação, redatora por profissão e caçadora de descontos e liquidações por vocação. A convite da Carol, dividirei aqui as melhores dicas e opções para provar que é possível fazer a moda caber no bolso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário