13 março 2015

10 Mandamentos para Evitar Compras Compulsivas

A gente promete que vai economizar e ficar um bom tempo sem gastar um tostão para encher o já lotado guarda-roupa, mas basta uma voltinha inocente no shopping, uma checada no Instagram ou um olhar mais atento às vitrines das lojas entre o trabalho e o metrô para esse propósito ficar ameaçado.

Daí eu te pergunto: Como resistir às tentações do consumo?
Se o A.A. tem os 12 passos de recuperação, o Muito Mais com Menos preparou uma listinha com os 10 mandamentos de reabilitação para uma viciada em compras.


1) VASCULHARÁS O ACERVO DOS SEUS ANCESTRAIS


Volta e meia, uma tendência é resgatada do passado e a gente perde o juízo (e o salário) para não ficar de fora. Uma boa dica antes de correr a passos largos pro cheque especial é garimpar o armário da mãe/vó/tia/madrinha e ver se elas não têm algo no estilo guardado de outros Carnavais.

Além de economizar boas dilmas, é capaz de você descobrir histórias ótimas, faturar heranças fashion e ainda fortalecer os laços com as mulheres da sua vida por meio da moda.


2) NÃO PARCELARÁS


Cilada, Bino! Você divide em tantas vezes que nem percebe o que está pagando (fora os juros, gente...) e acha que sempre cabe mais uma comprinha. Daí vai passando tudo no cartão como se a fatura nunca fosse chegar, mas a realidade é uma só: ela chega e chega com força!

Para controlar melhor o seu dinheiro, opte por pagar à vista. Assim você não se perde no preço da peça e no quanto ela pode comprometer o seu orçamento.

Caso esteja desejando algo mais caro, junte o dinheiro aos poucos. Se for fogo de palha, é bem capaz da vontade nem existir mais quando você conseguir chegar ao valor.


3) TENTARÁS NOVAS COMBINAÇÕES


Aquela camisetinha velha de guerra pode ganhar novos ares se você optar por acessórios diferentes ou combiná-la com uma peça fora da sua zona de conforto. Experimente usá-la com uma saia em vez do jeans de sempre e ela parecerá recém-comprada!

Uma boa dica é jogar a peça em questão no Pinterest e buscar novas inspirações para essa sua velha aquisição.


4) EMPRESTARÁS E PEGARÁS EMPRESTADO


Tem um evento pra ir e nenhum tostão pra gastar? Pegue o vestido emprestado da amiga, a sandália da irmã, o colar da tia, a bolsa da prima e monte um look babadeiro todo trabalhado na solidariedade.
Só não vale fazer a egoísta e regular a mixaria quando elas precisarem de alguma coisa, hein...

E não pense que isso é coisa de pobre porque tá cheio de famosa fazendo um bem bolado com as roupas da família. Isso é tão Kardashian!


5) NÃO ACESSARÁS E-COMMERCES


Ah, essa tecnologia...Basta um clique (e a paciência de um monge budista) para aquela roupa mara chegar à sua casa!

Armadilha do tinhoso para consumistas conectadas! E ainda por cima você nem queima as calorias de um passeio no shopping ou nas ruas de comércio popular.

Fora que os sites malandrinhos registram toda a sua navegação e depois ficam te perseguindo, esfregando aquela "oferta" na sua cara mesmo quando você já está acessando outra página, como o Facebook.


6) AGUARDARÁS A LIQUIDAÇÃO


Ficou babando por um sapato incrível? Calma que ele vai continuar sendo lindo daqui uns meses, quando a loja resolver trocar a coleção e vendê-lo por um valor bem mais barato.

A espera vai fazer você economizar um bom dinheiro porque a impulsividade custa caro, colega!
Sem contar que tem muita moda passageira, que se você compra sem pensar, no auge do delírio de consumo, pode acabar se arrependendo depois e ficar com a bendita encalhada.


7) FUGIRÁS DO SHOPPING


Pelas mesmas razões que um alcoólatra evita dar pinta no bar ou uma pessoa fazendo dieta diz "não, obrigada" quando é convidada a ir a uma churrascaria. A tentação é grande demais para manter o controle e é praticamente impossível sair desse antro de consumo sem pelo menos uma sacolinha (recheada de algo que você provavelmente nem esteja precisando).


8) NÃO COBIÇARÁS O LOOK DA PRÓXIMA


Se a grama do vizinho é mais verde, o guarda-roupa das amigas (e dazinimiga) parece sempre mais florido.

Às vezes a gente fica tão encanada com uma peça que outra pessoa usou que não consegue enxergar que já tem algo bem parecido ou até mais bonito e simplesmente NÃO precisa comprar igual.
Claro que é legal ver looks como inspiração, mas isso não pode se tornar uma obsessão! Fora que nem tudo que cai bem nos outros fica bem em você.


9) ARRUMARÁS O GUARDA-ROUPA


Lá no fundo da gaveta você pode encontrar uma peça que comprou há tempos e nunca conseguiu usar ou, simplesmente, acabou se esquecendo da existência.

Sem contar que esse tipo de organização, por mais chata que seja, é sempre boa para dar uma noção real do seu acervo e mandar pra bem longe aquela velha história do "não tenho roupa".


10) TROCARÁS COM AS AMIGAS


O vestido não serve mais, a calça já sai andando sozinha e o casaco, apesar de lindo, foi presente de um ex e traz recordações do falecido...

É difícil desapegar, mas e se você souber que essas peças vão ganhar um novo lar, com gente "de confiança" disposta a fazer bom uso delas?

Suas amigas são as pessoas mais indicadas a ficar com a guarda dessas roupas que já tiveram tanto valor para você. E o melhor é que você também pode renovar seus looks sem gastar um real nesse escambo.

Beijo!

Meu nome é Bruna Barbosa e tenho 28 anos. Sou radialista por formação, redatora por profissão e caçadora de descontos e liquidações por vocação. A convite da Carol, dividirei aqui as melhores dicas e opções para provar que é possível fazer a moda caber no bolso!

3 comentários:

  1. kkk Amei o post!!!
    Já virou meu mantra ;)
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haja força de vontade para resistir às tentações, né...
      Beijo e obrigada pela visita!

      Excluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir