18 dezembro 2012

Especial Festa da Phyrma

Como diria Simone: "Então é Natal!". E nessa época do ano, tão tradicionais quanto as performances do Rei Roberto Carlos são as festas de confraternização das phyrmas do meu Brasil.

Aí você bateu ponto o ano todo, trabalhou em emenda de feriado, fez hora extra e aguentou reuniões intermináveis que te credenciariam a estampar o quadro de "Funcionária do Mês" de janeiro a dezembro.  Nada mais justo do que lavar a égua, certo? QUASE.


Além daqueles mandamentos óbvios (e frequentemente ignorados) de conduta do tipo "onde se ganha o pão  não se come a carne", o figurino é outro quesito em que você não pode se sentir assim tão à vontade.

Azamigue do proletariado sabem que escolher a roupa adequada para esse tipo de evento é um drama: não pode ser arrumada demais nem formal de menos. Tentar aproveitar looks de balada também não costuma dar muito certo, considerando que decotes no umbigo, minissaias, barriga de fora e derivados só são apropriados caso o seu empregador seja o dono do Café Photo.

Claro que o perfil da phyrma influencia muito nessa decisão, mas tentei separar algumas inspirações e opções acessíveis para os diversos tipos de confraternização que as mentes criativas do RH inventam para nos desafiar.

Almoço de Equipe/ Happy Hour:

Geralmente é aí que rola aquele amigo secreto constrangedor, no qual todo mundo já sabe quem tirou quem e, se a troca de presentes for depois da 2ª rodada de cerveja, é certo que vem algum baphão no discurso.

Como teoricamente o dia é de expediente normal, o mais aconselhável é ir com uma roupa compatível ao dress code da empresa e deixar o glamour por conta dos acessórios.

Minha sugestão é contar com os maxicolares para essa missão. Dá só uma olhada nesses, de posts antigos aqui do blog:








Os preços deles variam de R$9,90 a R$25,00 e hoje em dia dá para encontrar essas lindezas em qualquer lojinha de acessórios (de bairro) por essa média de valor.

Ficam lindos com camisa e deixam até aquela baby look neutra cheia de charme.

Dia no Sítio:

Responsável pelo maior número de funcionários divorciados no ano seguinte.

Confesso que me intimida um pouco ver colegas de trabalho em trajes de banho e, mais ainda, a possibilidade de existir alguma foto minha de biquíni circulando entre as baias.

Por isso, creio que a melhor saída é fazer a phyna com roupas de tecido leve, com cara de fim de tarde no Leblon.

Vestido Mullet com Botões de Spike, R$89,90 na Renner.


Regata com decote nadador e zíper nas costas da C&A

+

Saia longa com transparência - R$79,90 na Riachuelo
Tons claros, estampas e color block são ótimas apostas para sair bem naquela foto de equipe em que certamente alguém vai te marcar no Facebook.

Festão:

Para mim, essa é a mais problemática. Geralmente, o pecado é pelo exagero: sabe aquela vontade louca de usar em uma só noite tudo aquilo que você deixou de lado o ano inteiro em nome daqueles 5 minutinhos a mais de sono? Então...

Acho super válido investir em informação de moda e tecidos nobres, mas tudo com equilíbrio.

Esse vestido da Quintess está R$69,99 no site Posthaus.
O peplum dá outra cara ao pretinho básico, mas, para o meu gosto, precisava ser um pouquinho mais comprido.


Camisa sem manga com spikes na gola - R$89,90 na Renner.
+
Saia lápis de paetê da C&A
A camisa de todo dia perde as mangas e ganha spikes na gola para "ornar" com a saia lápis de paetê champagne. Como a saia é mais justa, a camisa é mais larguinha e comprida.


Agora que já sabe como se montar, é só ir na manha com a cachaça e, se tudo der certo, você não vai precisar começar 2013 ensaiando a coreografia da Dança do Desempregado.

Beijo!


Meu nome é Bruna Barbosa e tenho 25 anos. Sou radialista por formação, redatora por profissão e caçadora de descontos e liquidações por vocação. A convite da Carol, dividirei aqui as melhores dicas e opções para provar que é possível fazer a moda caber no bolso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário